Câncer de Mama - Veja como prevenir e tratar esta doença

O câncer de mama assusta as mulheres, pois este tipo de câncer é o que mais causa a morte das mulheres aqui no Brasil. Além disto, nem sempre é fácil detectar esta doença, pois ele não costuma doer e é necessário que a mulher realize o auto-exame das mamas para que se possa identificá-lo.

Quando as células deste órgão se dividem e começam a se multiplicar muito rápido, ocorre o câncer de mama. Esta doença é muito perigosa e é por isto que existem vários projetos que visam conscientizar as mulheres sobre este problema.

O diagnóstico é feito através de um Raio X da mama, ou seja, do exame de mamografia. Se a mama for muito densa será preciso também realizar uma ecografia das mamas. Se um nódulo for identificado será preciso fazer uma biópsia para saber se o tumor é maligno ou benigno.

Existem vários tipos de câncer de mama, sendo mais comum aqueles que acometem os dutos e são chamados de Carcinoma Ductal. Há  também o Carcinoma Lobular, que é chamado assim porque se inicia nos lóbulos das mamas e costuma atingir as duas mamas. Outro tipo de câncer da mama é o Carcinoma Inflamatório, que é mais raro e costuma ser bastante agressivo, deixando a mama toda inchada, quente e vermelha.


Os fatores de risco para o câncer de mama são os seguintes:

- Idade acima de 50 anos
- Bebida alcoólica em excesso
- Obesidade
- Falta de exercício físico (os exercícios ajudam a diminuir a quantidade de hormônio feminino no corpo)
- Não ter filhos
- Ter sido mãe após os 35 anos
- Ter menstruado muito cedo (com menos de 11 anos)
- Histórico familiar (mulheres que tenham parentes de primeiro grau com a doença)
- Já ter tido câncer de mama antes
- Ter sofrido radiação na região das mamas
- Ter feito biópsia
- Ser fumante
- Ter utilizado anticoncepcional por muitos anos
- Ter feito terapia de reposição hormonal, que contenham hormônios femininos como estrogênio e progesterona.


O que pode ajudar a diminuir os riscos de câncer de mama:

- Ter amamentado por um ano ou mais
- Ter retirado os ovários cirurgicamente
- Ingerir algumas medicações que bloqueiam o estrogênio
- Seguir uma dieta saudável, rica em frutas, legumes e verduras, e pobre em gordura animal


Mesmo sendo raro, esta doença pode atingir também os homens. Aqueles que possuem parentes de primeiro grau com a doença correm maior risco de contrair o câncer de mama.

Existem vários tratamentos, sendo que para cada caso existe um tipo de tratamento mais indicado. Se o tumor for pequeno, geralmente se faz uma cirurgia para retirá-lo do corpo. Dependendo do grau da doença, será preciso também realizar a Quimioterapia, a Hormonioterapia ou uma Radioterapia.

Na Quimioterapia, são utilizados medicamentos intravenosos para matar as células malignas. A Hormonioterapia utiliza medicamentos que bloqueiam a ação dos hormônios que aumentam o risco de desenvolver o câncer de mama. Na Radioterapia aplica-se raios para eliminar qualquer célula maligna que tenha sobrado no local da cirugia.

Para evitar, prevenir e curar o câncer de mama é preciso muita conscientização. É preciso tentar ficar fora dos grupos de risco, realizar o autoexame com frequência, visitar o ginecologista regularmente e realizar a mamografia a cada dois anos, para quem tem entre 40 e 50 anos. Após os 50 anos o ideal é realizar o exame pelo menos uma vez por ano.


Para saber mais, acesse o site do Instituto Nacional do Câncer.

Artigos Populares