Os Tipos de Mulheres no Desperate Housewives

Quem acompanha o Desperate Housewives (uma série americana muito popular nos Estados Unidos e também aqui no Brasil, deve ter notado que as mulheres da série são personagens bem típicas do nosso cotidiano. Se repararmos bem ao nosso redor, veremos características marcantes de todas elas em cada uma das pessoas que conhecemos. 

Todas estas mulheres possuem defeitos, mas também muitas qualidades. Veja as principais características de cada uma e descubra, que provavelmente, você se parece muito com alguma delas:

Bree Van de Camp - A Hipócrita: Ela é a dona de casa perfeita, mantém os filhos bem cuidados, a casa impecável, e uma postura conservadora. Mas não se engane, que por trás das aparências você encontrará uma mulher fria e  mal amada, que faz de tudo para esconder aquilo que ela considera "abominável". Para ela, nada precisa ser certo, desde que pareça perfeito aos olhos dos outros. Fora isto, ela é uma administradora nata, sabe tudo sobre higiene, limpeza e organização. A única verdade nela é que a sua casa é realmente muito bem organizada e limpa.



Lynette Scavo - A Controladora: Ela é aquele tipo de mulher que tenta fazer várias coisas ao mesmo tempo, porque acredita que tudo precisa ser feito ao seu modo. Ela está sempre mandando em alguém e toma conta de tudo, para que todos não deixem de agir de acordo com a sua cabeça. Lynette controla o marido, os filhos, os vizinhos e até os seus chefes. Não é fácil ser assim, por isto ela sofre muito e vive brigando com todos ao seu redor. Esta mulher é muito inteligente e sempre acaba conseguindo o que quer. Ela não é a melhor mãe, nem a melhor esposa, mas é muito esforçada e faz o possível para ver seu lar em harmonia.


Gabrielle Solis - A Fútil: Gabi, como é conhecida pelas amigas, é a mais fútil de todas. A vida para ela deve ser feita de luxo e beleza. Ela está sempre muito bem arrumada e, alguns objetivos como, ser uma boa mãe ou uma boa profissional, não fazem o seu estilo. Ela quer ser simplesmente linda, bem amada e admirada por todos apenas pelas suas características físicas. Além disto, ela não abre mão de um bom drink, das festas chiques e de frequentar a alta sociedade. Gabrielle vive se gabando de ter sido uma modelo famosa e é determinada quando o assunto é manter a beleza e o corpinho sarado.


Edie Britt - A Egoísta: Ela não se prende a convenções e não está nem aí para quem quer seguir uma vida regrada. Se ela tiver vontade ela vai lá e faz. Edie não nasceu para ser mãe e trabalha apenas para manter a sua sobrevivência. O negócio dela e se divertir e curtir a vida e, acredite, ela faz isto sem o menor pudor. O bom de ser Edie Britt é manter-se "desencanada", sem se preocupar em provar nada pra ninguém. Alguns podem dizer que ela é invejosa, pois vive ficando com o marido das outras, mas a verdade é que ela não liga de pegar os restos daqueles que as suas amigas, por descuido, jogaram fora.


Susan Mayer - A Eterna Adolescente: Ela é muito desajeitada e vive "trocando os pés pelas mãos". Romântica que é, está sempre em busca do amor e não consegue ficar sozinha. À sua falta de juízo e o seu jeitão atrapalhado, acabam sempre colocando-na em apuros. Ela é gentil e agradável com todos e não tem dificuldade para fazer amizades, mas mesmo assim, não está livre das brigas, pois é ciumenta e muito infantil em suas atitudes. Como é muito preocupada com a sua vida afetiva, acaba sempre falhando nos outros papéis, como o papel de mãe, o de profissional e o de dona de casa.

Observando as personagens deste seriado, aprendemos que é impossível ser perfeita, pois jamais conseguiremos unir as características positivas de todas elas em apenas uma mulher. Não dá para ser a melhor em tudo e, se por exemplo, quisermos ser a melhor mãe, provavelmente vamos deixar a desejar em outras áreas de nossas vidas. A única coisa que podemos fazer é aceitarmos a nós mesmas como somos, tentando evitar as falhas de cada uma delas e mantendo o equilíbrio.



Fotos: Reprodução

Artigos Populares